Junho 2016

Newsletter Fundação Sadvidya

Sadvidya-Foundation-Logo

Boletim Informativo da Sadvidya Foundation

Caros amigos,

Profundamente gratos pelo vosso apoio contínuo. Este mês partilhamos com alegria:

  • Uma história de Acharya
  • Uma atualização das inúmeras atividades da BYD na Índia 
  • Fotografias do curso Intensivo de Ioga Jivana em Portugal
  • Novas receitas Aiurvédicas – Arroz de Limão e Palya de feijão verde

Carta de Acharya

Um dia ao anoitecer, um homem caminhava por uma rua quando deparou com um amigo íntimo sob um candeeiro da rua à procura de qualquer coisa no chão. Ele disse:

– Olá, amigo. O que procuras?

– Perdi as chaves do meu carro – retorquiu o amigo.

O homem começou, naturalmente, a procurar com o amigo. Dez minutos depois, o homem e o amigo já tinham esquadrinhado toda a área iluminada. O homem declarou ao amigo:

– Tenho a certeza de que as chaves não estão aqui. Diz-me exatamente onde te encontravas quando as perdeste.

O amigo levantou os olhos subitamente e respondeu:

– Ah, eu estava a cerca de 45 metros daqui.

Exasperado, o homem exclamou:

– Então, porque é que estamos a procurar aqui, junto deste candeeiro da rua?

O amigo retorquiu:

– Aqui há mais luz.

Este é o nosso problema. Procuramos a nossa felicidade onde ela não existe. Mas, primeiro, devemos descortinar o desejo fundamental na nossa mente. Que procuramos nós? Porque acumulamos, possuímos e utilizamos tantos bens materiais? Donde nos vem este apetite insaciável pela felicidade?

Precisamos procurar dentro de nós e parar de procurar esta felicidade no exterior. Precisamos regressar ao ponto onde a perdemos, ou seja, ao âmago de nós próprios. Em vez de tentarmos encontrá-la em camadas intermináveis de mundanidades, podemos seguir um método que permite sentir diretamente uma intensa alegria. Podemos seguir práticas e disciplinas que nos aproximam da Verdade Eterna. Este processo exige um certo grau de educação da mente: Como se silencia a mente? E o que acontece quando conseguimos? À medida que vamos avançando no nosso caminho ióguico, começamos a praticar novas técnicas que nos ajudam a alcançar estes objetivos. É, simultaneamente, essencial adotarmos um estilo de vida que nos ajude a avançar nesse sentido.

Uma vez mais, desejamos a todos boa sorte,
Acharya

A Sadvidya Foundation disponibiliza o Jivana Yoga Programa plurianual, concebido para apoiar indivíduos sinceramente interessados em praticar Ioga.




O curso Intensivo de Ioga Jivana no princípio de Maio foi profundamente apreciado por todos. Houve diariamente prática e aulas entre as 7:30 e as 19:30, incluindo cânticos e avaliação dos Sutras do Ioga e aulas e atividades diárias e sazonais de Ayurveda Astanga Hrdayam. Ensinaram-se e cantaram-se diversos Subashitas e parábolas profundos. Tanto os professores como os participantes participaram com grande entusiasmo nas atividades diárias.

   

Para obter informações sobre o Retiro na Índia de 16 a 27 de Outubro de 2016
queira contactar: info@sadvidyafoundation.org

 4V7A4323_1980x1297IMG_2050_1980x12974V7A4227_1980x1297

Notícias da BYD

A construção ~


O Sabhabavana, um auditório público ficou concluído e já foi inaugurado

Estamos a construir uma casa de hóspedes com sete apartamentos


Já se iniciou a construção de um novo estábulo para o gado


Já escavámos um segundo lago, com 100 x 200 metros

A educação ~


No dia 20 de Abril, terminou um Sanskrit Grammar Camp (curso de gramática de Sânscrito) com a duração de um mês. Os 50 participantes trabalharam das 10:00 às 18:00. Iniciou-se o estudo do iPanini’s, Astādhyāyī – um texto sobre a gramática original com 4000 aforismos. O Sânscrito baseia-se unicamente nesta gramática.



Em Maio, decorreu durante 9 dias um Children’s Camp (curso para crianças). 50 estudantes, tanto rapazes como raparigas, trabalharam diariamente entre as 5:00 e as 21:30. Os ensinamentos incluíram Cultura Indiana Básica, Atividades Diárias Ideais e respetivas lições, Cânticos – o Bhagavad Gita, Stotras, Vishnu Sahasra  Nama e Histórias. Acharya deu lições sobre Darma. Houve um concurso diário de perguntas sobre as lições de cada dia. Dia sim dia não as crianças fizeram representações cénicas sobre a cultura tradicional indiana, nas quais revelaram os seus talentos. Os participantes visitaram Talakaadu, junto ao sagrado rio Cauvery, onde existem templos dedicados a Shiva e a Vishnu. As crianças adoraram o programa todo!

              

Receitas

Arroz de Limão

 4V7A4788_1980x1297

 

 

 

 

 

South Indian Green Bean Palya

4V7A2623_1980x1297

 

 

 

 

 

~ Desejamos a todos sucessos ióguicos ~

 

June 2015

Caro Bem intencionados,
Newsletter Fundação Sadvidya

É uma grande sorte para mim podermos partilhar as notícias sobre os novos templos recentemente terminados em Bharathi Yoga Dhama .

Carta de Acharya:

Cada ramo do saber é presidido por uma certa divindade. Através da visão ióguica podemos visualizar esta divindade. A graça desta divindade, conhecida ou desconhecida, é a chave para dominar este ramo do saber. Com base neste conceito, estabeleceu-se o culto de divindades na cultura do ioga.

Ayurveda – a antiga ciência médica indiana, tal como a arte, desenvolveu-se a partir da visão ióguica e a inteligência penetrante de grande figuras do ioga para o bem-estar dos seres vivos. Numa ciência que, não só elimina  tanto como possível, todos os tipos de desordens físicas e mentais, como cria a aptidão para experienciar a grande luz. Ao oferecer  orientação perfeita para manter a saúde, apoio a Libertação. A base desta ciência é justamente o ioga.
BYD está a contemplar o estudo da relação entre Ayurveda-Yoga e Jyotisha (Astrologia).

Para todos os aspirantes, a graça da divindade presidente é essencial para se conseguir uma oportunidade de culto, oração, oferecer saudações e honras. Como Dhanvantari é a divindade que preside ao Ayurveda, a BYD tomou a decisão de construir o templo Dhanvantari.
O Dr. Sathyendra, um médico ayurvédico e estudante de ioga de Acharya, doou 40 lacs ao Acharya para a construção do templo Dhanvantari num terreno da BYD.
A cerimónia inaugural, bem recebida pelo público e pelos amigos do bem, realizou-se a 22 de Março.
É com grande alegria que vos informamos de mais esta realização. A BDY construiu um templo Krishna através de meios públicos, no valor de 45 lacs. Krishna é considerada um deus superior nos 64 ramos do saber.
Ambos os templos abrem de manhã às 6.30-8.30 e de tarde às 6.30-7.30 horas.
Com autorização prévia, os visitantes podem ser recebidos aos domingos.
Desejamos a todos a graça dos divinos Dhanvantari e Krishna par progredirem no sentido da saúde e do sucesso na vossa caminhada ióguica.
Esperamos que um dia nos visitem.
Desejo-vos a todos muito boa sorte.

Dr. K.L. Shankaranaryana jois

Templo Dhanvantari

Templo Krishna

Datas Auspiciosas em Julho:

31 de Julho é Guru Poormima. Não há palavras para explicar completamente a graça do Guru numa vida disciplinada. Os discípulos ficam em contacto com o Guru através da sua graça. A Verdade Eterna em si própria é o Guru original, o Guru de todo o universo. Ele é o criador, protetor e destruidor. Através da Sua graça, o Guru cria bons hábitos e produz a disciplina para cultivar o bom comportamento.
O Guru protege mostrando que a disciplina é o trajeto para levar uma vida calma e pacífica. O Guru destrói os maus atos e eleva a disciplina. Para que estes três fatores aconteçam, o discípulo tem de se submeter totalmente ao Guru.

O Guru poornima é o aniversário de Maharshi Veda Vvasa. Ele foi um grande rishi que dividiu os Vedas em quatro partes: Rigveda,  Yaurveda, Samaveda e Atharvaveda. O seu nome original era Krishna Dwaipayana. Por ter dividido os Vedas, ficou conhecido por Vrda Vyasa. Ele deu-mos o sagrado Mahabharata e os dezoito mitos, nos quais assenta e se desenvolve a cultura indiana.

O novo livro de Acharya’s já disponível:

book4

link para o primeiro capítulo do livro, disfrute!

Para encomendar:
http://www.shambhala.com/the-yoga-journey.html

Desejando a todos muito sucesso yoguico

Março 2015

Newsletter Fundação Sadvidya

Caro Bem intencionados,

É com sincera gratidão e apreço que estendemos nossos agradecimentos por todo o vosso contínuo apoio e variado.

Carta de Acharya:

A Influência do Lugar

A influência do tempo e lugar são fatores importantes para todos os materiais e seres vivos. Tentemos compreender de forma simples, através da vertente do conhecimento conhecida por vastu, qual a influência do lugar. Vastu lida com os elementos terrenos, ambientes e habitações, que são classificadas em sátvicas, rajásicas e tamásicas. Estas palavras já são familiares para o leitor,  não sendo por isso necessário explicá-las.
Se observarmos atentamente os animais, pássaros e a vegetação, podemos ver que, devido à sua constituição, eles escolhem certos ambientes para as suas actividades. Os animais e os pássaros movem-se de um lugar para outro, no entanto, sentem-se seguros em certos lugares. Através de uma observação atenta da natureza, podemos encontrar esta característica por todo o mundo. Uma cobra escolhe um lugar escuro e escondido, pois gosta de se esconder, e pretende viver num lugar seguro. Escolhem um local adequado, que pode ser sátvico, rajásico, ou tamásico.
Existe um estudo sugerido em textos de vastu para definir como se encontra um local sátvico. Colocar uma vaca num acre ou mais de terra de pasto. Primeiro ela enche o estômago com erva, poderá beber água e em seguida, escolhe um local sátvico para descansar. As vacas são animais sátvicos e embora possam vaguear, eventualmente e de forma natural, instalam-se num determinado ponto. Para validar esta experiência, repetiu-se a mesma com vacas diferentes, e uma vez encontrado o mesmo resultado, confirma-se a sua fiabilidade.
Lugares sátvicos, rajásicos e tamásicos são encontrados por todo o lado. Devemos tentar entender estes factores que influenciam o nosso bem-estar..

Vardhataam Vijaya Shreehi

Datas Auspiciosas em Março:

Ocorre amanhã, dia 05 de Março, o festival conhecido por “Holi”. Neste dia celebra-se a divindade da luxúria, Kamadeva. Quando o Senhor Shiva entrou em profundo Samadhi, todas as outras divindades enviaram Kamadeva para o trazer de volta para se casar com Parvathi e cumprir com os seus deveres. Quando esta divindade da luxúria, Kamadeva perturbou o  senhor Shiva, ele abriu o seu terceiro olho e lançou uma enorme labareda de fogo que destruiu Kamadeva.

Neste dia, em homenagem e lembrança deste episódio, um enorme pedaço de madeira é queimado; as cinzas são consideradas cinza sagrada e são usadas em diferentes partes do corpo de um aspirante de sadhaka  dando o sentido de que um é parte integrante do senhor Shiva.

20 de Março é Chaandramaana Yugadi. Aproveitamos esta oportunidade para expressar os  nossos melhores desejos a todos neste dia auspicioso. Como todos sabem, existem dois tipos de calendários, seguidos na Índia, Chaandramana e Souramaana.Com Chandramaana, cálculos giram em torno do movimento da lua e com Souramaana, os cálculos giram em torno do movimento do sol. O calendário lunar é seguido nos Estados indianos de Andhra Pradesh, Karnataka e Kerala. Em Tamil Nadu, é seguido o calendário solar.

Yugadi é o início do Novo Ano e da estação de Primavera. No Bhagavadgeetha O senhor Sri Krishna diz ‘mansanam margasheershoham ruthoonam kusumakaraha’, entre as estações, eu sou a Primavera. Se observamos profundamente a natureza, podemos sentir piedade  no outono e na primavera, dando suporte adicional à jornada interior de um yogi ou um aspirante. De acordo com Souramaana, este festival ocorre a 14 de Abril, em que o dia e a noite serão iguais.

Na filosofia do yoga, o dia é considerado como prana, o movimento ascendente do ar e à noite é considerado como apana, o movimento descendente de ar. Para alcançar a tranquilidade ou Samadhi tanto o prana como o apana devem ser iguais. Podemos observar isto no céu quando as aves voam muito calmamente, mantendo ambas as asas horizontalmente sem qualquer movimento nelas.

Neste dia auspicioso, a Natureza, tal como um presente, oferece muito apoio para a viagem interior. Meditação profunda é bem possível ao longo destes dias.

Dia 28 de Março terá lugar o festival Raama Navami, honrando o nascimento de Ramas. A história de Rama, o Ramayana vai ser cantado por nove dias.
Todos os seres humanos são encarnações. Aqueles que são capturados no ciclo de nascimento e morte são conhecidos como Jivas. As encarnações que não serão capturadas no ciclo de nascimento e morte são conhecidas como Devas. Estes seres têm uma centelha da luz eterna com uma intenção, sankalpa. Eles nascem de e retornam de volta para a luz eterna depois de executar o trabalho pretendido. As características especiais dessas reencarnações são a saúde integral do corpo e mente. A saúde integral inclui capacidades extremas, beleza e realização.

Rama é conhecido como um Avathara, aquele que desceu a este mundo para descobrir quem é. Rama é uma encarnação do deus Vishnu. Iogues identificam o Rama no chakra do anahatha, ou o centro do coração.

A Meditação mantém bom na Raama Navami enquanto os ideais dos que são vistos em Rama, podem ser adoptados na nossa vida.

 

O novo livro de Acharya’s já disponível:

book4

link para o primeiro capítulo do livro, disfrute!

Para encomendar:
http://www.shambhala.com/the-yoga-journey.html

Desejando a todos muito sucesso yoguico

Fevereiro 2015

Newsletter Fundação Sadvidya

Caro Bem intencionados,

É com sincera gratidão e apreço que estendemos nossos agradecimentos por todo o vosso contínuo apoio e variado.

Carta de Acharya:

Uma rota de fuga

Neste universo, todos estão intimamente ligados uns aos outros. A conexão é estabelecida através de uma rede de nadis, caminhos-astrais. Estes nadis são como os fios de uma teia de aranha.

Um período de sattva dominante é um período de graça em que os seres humanos se podem desapegar daquilo que é supérfluo, da imensidão deste universo. Como resultado poderão desfrutar da Verdade Eterna e podem ser libertados. Inerente à concepção deste universo, existe esta curta saída, ou rota de fuga.

Devemos conhecer este fenómeno e aproveitar esta oportunidade para regressar a casa, à Verdade Eterna. Aqueles que aproveitam esta oportunidade são verdadeiramente astutos.

Vardhataam Vijaya Shreehi

Datas Auspiciosas em Fevereiro:

17 de fevereiro é MahaShivarathri. Shiva, a divindade protectora de tamas, vai ser adorada esta noite. Uma folha especial, a bilva, será usada. Tem uma forma tripartida, com duas folhas, que se estendem lateralmente e uma outra vertical, indicando os três olhos do deus Shiva, sendo o terceiro localizado no meio das sobrancelhas no chakra agna. É aqui que deus Shiva pode ser visto através da viagem interior yoguica. Meditação, oração e adoração serão realizados quatro vezes durante a noite. Jejum durante todo o dia é recomendado como um apoio adicional para esta viagem interior.

Um ensinamento do Yoga afirma que a Realização se obtém através da graça do deus Shiva e a Libertação através do deus Vishnu. Então, para atingir a iluminação deve adorar-se o deus Shiva.

O novo livro de Acharya’s já disponível:

book4

Desejando a todos muito sucesso yoguico

Janeiro 2015

Newsletter Fundação Sadvidya

Caro Bem intencionados,

Queremos desejar a todos alegria neste novo ano.

É com profunda gratidão e apreço que nós estendemos nossos agradecimentos por todo o seu apoio contínuo e variado.

Carta de Acharya:

O Papel de Sattva no Ciclo do Tempo:

Quando rajas ou a energia do sol é dominante, a narina direita está aberta. A narina direita é conhecida como surya-naadi. Da mesma forma, quando tamas ou energia da lua é dominante a narina esquerda está aberta. A narina esquerda é conhecida como chandra-naadi. Por um tempo, quando a respiração está a mudar, ambas as narinas estão abertas. Esta é a indicação do período de dominância sattva . Este pode ser um curto período, e se não prestar muita atenção, podemos não estar cientes disso. Durante este tempo, uma terceira Naadi conhecido como sushuhmna é aberta, e Sattva é a energia dominante. Sushumna é o naadi que leva à Realização e Libertação.

Em Samadhi, quando a respiração começa no sushumna-naadi, a energia sátvica irá manter a mente calma e quieta e atividades serão diminuídas. No auge dessa experiência, todas as atividades irão parar, até mesmo a respiração e circulação sanguínea deixará de acontecer. Todas as modificações mentais irão parar e o praticante irá transcender a influência do tempo. A alma individual se tornará um com a alma universal. Esta é a experiência de não-dualismo, onde a alma vai estar em um estado além do tempo.
Em essência, rajas e tamas causam modificações e desenvolvem conexão enquanto sattva diminui modificações e leva à Libertação.

Vardhataam Vijaya Shreehi

Datas Auspiciosas em Janeiro:

A 14 de janeiro é o festival Makara sankranthi. Deste dia em diante, o Sol começa a mover-se para o Norte. Por esta razão, o próximo período de seis meses é chamado Uttarayana. Uttara – significa Norte e  Ayana – significa movimento. Este período de movimento para o norte é muito favorável para um aspirante para a sua realização interior. O efeito desse movimento do Norte é também aparente no corpo humano. No nosso corpo o Norte representa a direção do coração para a cabeça e do Sul é considerada a parte abaixo.

Neste dia, lembrando os nossos antepassados através da oferta de frutas, alimentos e roupas a pessoas necessitadas faz-nos bem como faz a meditação.

O novo livro de Acharya: A Sagrada Tradição do Yoga, Filosofia, Ética e Práticas para uma Vida Espiritual Moderna, Publicações Shambhala.

book4

“A felicidade derivada da experiência yoguica é interna e independente, a sua fonte eterna. Não se origina a partir de qualquer objeto. Ela vem do nada”, nenhuma coisa. “… Quando a nossa mente deixa a conexão com o mundo externo e se move internamente, vai desfrutar de algo de valor inestimável em conexão com o Eu. Isso por si só é yoga. ”